fbpx
Filosofia

Filosofia

Carreira e profissão

Entrevista com Paulo Soares Neto, Bacharel em Filosofia
Leia também...

Filosofia

Entrevista com Fabiano Veliq

Graduado em Filosofia pela UFMG. Especialista em Teologia pela Faculdade Batista de Belo Horizonte. Mestre em Filosofia pela FAJE. Doutor em Psicanálise pela PUC Minas. Pós-doutorado em Psicanálise pela PUC Minas e pós-doutorado em Filosofia pela FAJE.
www.veliqs.blogspot.com

 

Por que você escolheu Filosofia?

Na 5ª série do ensino fundamental tive contato com a Filosofia na escola municipal em que estudava. Desde lá me interessei pela área. Com o passar do tempo fui maturando a ideia. O critério que elegi foi o interesse pela área de investigação que sempre me soou muito interessante.

 

O que faz um profissional de sua área?

Basicamente o profissional formado em filosofia trabalha em sala de aula. Ou no ensino médio, ou nas faculdades e universidades. Raramente o filósofo é chamado para compor alguma equipe em outra área que não a de ensino.

 

Que tipos de trabalhos você faz?

Trabalho com pesquisa nas áreas de filosofia da religião e filosofia contemporânea. As atividades do filósofo giram em torno da pesquisa e do ensino, e essas tem sido as principais atividades desenvolvidas por mim no momento.

 

E como é o seu dia a dia profissional típico?

O dia a dia do filósofo é de dedicação à leitura, escrita de textos e reflexão sobre as diversas áreas de interesse da filosofia. À medida que o profissional vai se especializando a tendência é ir se dedicando a temas mais restritos referentes à sua área de atuação. Atualmente sou professor do departamento de Filosofia na PUC Minas. Um trabalho interessante realizado ultimamente foi a participação em um congresso sobre filosofia da religião onde pude apresentar resultados parciais de pesquisas que venho desenvolvendo.

 

Que tipo de ferramentas, recursos, ideias e metodologias você utiliza?

A ferramenta do filósofo é o texto e a sua atenção sobre ele. O trabalho investigativo de filosofia sempre requer uma dedicação grande para com as leituras e por isso a prática de fichamentos, resumos, resenhas de textos se fazem sempre necessárias.

 

Como está o mercado de trabalho em sua profissão?

O mercado da Filosofia é bem ruim, via de regra. Diria que ele se resume às escolas e universidades como dito mais acima. No entanto, a vantagem é que o mercado se mantém constante sem muitas oscilações de vagas. Ultimamente tem aparecido trabalhos com a chamada “Filosofia clínica”, mas ainda muito incipiente o mercado.
A Filosofia Clínica é uma metodologia que aplica o ponto de vista filosófico para amenizar as dores da alma humana. Ela segue os parâmetros da Filosofia Prática, ou Filosofia do Aconselhamento, nascida na Alemanha em 1981. No Brasil, a versão desta prática alemã foi criada no final da década de 80, por Lúcio Packter, psicanalista e filósofo, no Rio Grande do Sul. Ela pode ser aplicada por todos os graduados, mestres e doutores em Filosofia nas Faculdades consideradas oficiais pelo Ministério da Educação. É um curso que não possui conselho representativo, mas já é uma prática em alguns lugares do Brasil.

 

Quanto ganha aproximadamente um profissional com sua formação?

Segundo dados recentes o profissional em Filosofia é o profissional que menos ganha retorno financeiro se comparado com outras profissões que exigem o curso superior. A média salarial é a média de professor, cerca de R$ 2.000,00 no ensino médio/básico e um pouco acima no ensino superior dependendo do número de aulas.

 

Quais as principais vantagens dessa profissão?

As vantagens são em relação ao conhecimento e a uma visão mais crítica das coisas, da sociedade, da vida, da religião, etc. Esse tipo de questão é extremamente angustiante em vários momentos, mas promove alegrias em outros. A filosofia não se pauta pela alegria da profissão, mas a filosofia é sim fonte de alívio e angústia para várias pessoas que se dedicam a ela.

 

E quais as maiores dificuldades e desafios?

O desafio atual para a filosofia enquanto área de trabalho é se firmar no mercado e se mostrar como opção viável de curso. Por estar na contramão da lógica da produção e da lógica da utilidade, a filosofia se mostra sempre com o desafio de se justificar perante a sociedade.

 

O que se estuda na faculdade de Filosofia?

Os cursos são tratados, via de regra, por um viés histórico e dividido em períodos. Filosofia Antiga, Filosofia Medieval, Filosofia moderna e Filosofia contemporânea. Dentro dessas grandes áreas são estudadas temáticas específicas.
Algumas das principais disciplinas que se estudam no curso de Filosofia são:
Filosofia antiga
Lógica
Epistemologia
História da Filosofia moderna
História da Filosofia medieval
Ontologia
Filosofia das ciências.

 

Quais matérias do colégio são mais importantes ao se preparar para essa carreira?

História, Português, Filosofia, Sociologia.

 

Há outras aprendizagens e experiências que não são oferecidas pela escola, mas são importantes ao longo da carreira?

Qualquer experiência de vida é importante para o estudante da filosofia, uma vez que a filosofia lida com diversas questões referentes à existência do sujeito no mundo. A filosofia lida com questões tais como “o que é o ser?” “O que é a existência?”, “É possível falar de natureza humana?” “Podemos partir do pressuposto da existência de um Deus?”, “O que é metafísica”, etc. São questões bastante estruturais da relação do sujeito com o mundo.

 

É necessário o conhecimento de outro idioma para atuação em sua área?

Caso o aluno queira fazer um bom curso ele precisará ler em outro idioma. Dependendo da área que o aluno quiser seguir dentro da filosofia a língua inglesa, alemã ou francesa será necessária. Caso queira se dedicar à filosofia antiga, a língua grega e a língua latina também serão cruciais.

 

Como deve ser a personalidade e quais devem ser os interesses, desejos e valores de alguém que segue Filosofia?

Isso é extremamente variável. Não há um perfil para se fazer filosofia. A pessoa deve gostar de ler, estudar, deve ter gosto pelo conhecimento, etc.

 

Existem filmes que exemplifiquem sua área profissional? Caso afirmativo, poderia citar alguns?

O Sétimo Selo (1957) | Ingmar Bergman
Santo Agostinho (1972) | Roberto Rossellini
Melancholia (Lars Von Trier)
Matrix
Antes do Amanhecer
Antes do pôr do sol

 

Quem seriam profissionais de amplo reconhecimento ou figuras históricas de sua área?

Diversos. Platão, Aristóteles, Santo Agostinho, São Tomás de Aquino, Descartes, Francis Bacon, Hume, Locke, Nietzsche, Hegel, Marx, Kant, Schelling, Zizek, Habermas dentre outros.

 

Por fim, que dicas de carreira e de vida em geral você gostaria de oferecer para um jovem que deseja seguir a mesma profissão?

A dica que daria é para não desanimar e ter sempre em mente que a filosofia é uma matéria que não é para o mercado de trabalho apenas, mas para a vida do sujeito, para a sua relação com o mundo de maneira muito mais ampla. A jornada é árdua, mas extremamente compensatória.

Eu iniciaria a carreira prestando bastante atenção nos filósofos clássicos e, se possível, já iniciaria o aprendizado de uma língua estrangeira já nos primeiros períodos da graduação para facilitar o acesso a outros textos. Desde cedo eu iniciaria o movimento de pesquisas pequenas sobre temáticas específicas para já ir acostumando com o fazer filosófico.

 

Como alguém pode fazer para saber mais sobre essa profissão?

Atualmente há diversos sites sobre a atuação na área de filosofia. Os grandes portais como IG, Guia do Estudante, etc. oferecem bons panoramas sobre os cursos. Além disso, nos sites das universidades como PUC, UFMG, etc. oferecem um resumo das atividades desenvolvidas nos cursos de filosofia.

 

>