fbpx
Estatística

Estatística

Carreira e profissão

Entrevista com Doris Fontes, Bacharel em Estatística pelo IME/USP e Presidente do Conselho Regional de Estatística - CONRE-03

Em linhas gerais, qual é a sua formação e ocupação atual?

O meu nome é Dóris Fontes. Atualmente sou presidente do CONRE-3 que é o Conselho Regional de Estatística da 3ª região e o CONRE-3 abrange os estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Eu fiz bacharelado em Estatística no IME - USP e eu fiquei muito honrada com esse convite do Régis Tractenberg do Livre Docência para falar um pouquinho sobre a minha profissão que é a de Estatístico. Muitos dirão: “Uau, estatístico, isso existe? Quem será esse ‘cara’? Tem que estudar muito? É difícil ter que gostar de Matemática? Tem emprego?” Então para nós explorarmos um pouquinho esse tema, vou falar um pouco dessa profissão que é super importante que é o estatístico.


O que faz um profissional formado em Estatística?

O estatístico é um profissional muito importante para a sociedade, principalmente hoje em dia onde percebemos que tem uma captação muito grande de dados e as pessoas não sabem o que fazer com esses dados, então a principal especialidade do estatístico é justamente organizar esse dado, analisar, interpretar e transformar esse banco de dados em informações que serão úteis para alguém tomar uma decisão importante. Imagine hoje na sociedade, você conhece alguém ou algum setor que não precise tomar uma decisão importante na sua rotina diária? E para tomar essa decisão, será que ele não vai querer analisar um banco de dados? É nesse caso e é nessa hora justamente que entra o estatístico. É esse profissional que vai fazer essa análise de dados. Vou dar um exemplo simples de como é que usamos a estatística no dia a dia. Imagine você entrando no banco para pedir um empréstimo. O gerente olha para sua “cara” e vai pensar: Empresto ou não empresto o dinheiro para você? Será que ele vai chutar se empresta ou não empresta? Não. Ele vai usar um programa, ele vai coletar os seus dados e esse programa vai fazer uma análise do seu perfil e vai dizer se empresta ou não empresta. Esse programa se baseia no modelo estatístico desenvolvido por profissionais dessa área e o estatístico vai usar um monte de informação para tentar verificar qual é a melhor forma de decidir se você é um futuro inadimplente. Então ele vai pedir, por exemplo, dados como o seu salário. Será que você muda de emprego toda hora? Será que as pessoas que mudam de emprego toda hora têm maior chance de dar um ´calote´ no banco? Então, essas informações são coletadas e finalmente eles têm um modelo estatístico que o gerente vai usar então para decidir se empresta ou não empresta o dinheiro para você.


Que tipo de ferramenta, recursos, idéias e metodologias você utiliza?

Bom, para desenvolver um modelo estatístico é necessário então que você conheça as técnicas e a teoria estatística que vai dar a base para você construir esse seu modelo. Além disso, quanto maior o conhecimento geral do estatístico, mais criativa é a solução para cada problema, então se você tem um conhecimento grande além da Estatística e de Matemática, se você tem um conhecimento de Economia, de Marketing, de Artes em geral, de Literatura, tudo isso faz com que o seu cérebro funcione mais sintonizado e tenha maior criatividade na hora de solucionar o problema.


Como está o mercado de trabalho para Estatística?

O mercado está ótimo, está excelente para falar a verdade. Inclusive muito recentemente, a revista Exame publicou um artigo que se chama “Melhor profissão do ano nos Estados Unidos deve explodir no Brasil”. Então essa reportagem foi baseada em uma pesquisa feita por uma empresa chamada CareerCast que projetou um aumento enorme da demanda por estatístico dos Estados Unidos. Essa realidade com certeza é verdadeira também no Brasil porque o mercado brasileiro descobriu que para analisar grandes bancos de dados que o mercado brasileiro também está coletando é necessário ter um profissional altamente capacitado e esse profissional é o estatístico.  Para vocês terem uma idéia de como é que anda a demanda aqui no Brasil, nós temos um blog, um grupo no Facebook somente para divulgar empregos que servem para estatísticos. Nesse grupo do Facebook, nós publicamos provavelmente entre 50 e 60 vagas por semana. Com o número de formandos muito baixo no Brasil que gira em torno de 450 profissionais por ano no Brasil todo, eu diria que para cada 6 ou 8 vagas anunciadas, somente uma vaga poderá ser preenchida por um bacharel em Estatística, então nós estamos ainda com um buraco muito grande a ser preenchido por Estatística. Então a nossa briga hoje é para tentar colocar mais estudantes fazendo um vestibular, querendo fazer Estatística e querendo virar profissional da Estatística.


Quais as principais vantagens dessa profissão?

As vantagens são imensas. Você imagina uma profissão que possa trabalhar em qualquer área. O médico basicamente vai trabalhar em um hospital, em uma clínica, vai trabalhar na área médica, mas o estatístico pode também trabalhar em um hospital, em uma clínica, pode também trabalhar no banco, pode trabalhar com advogados, pode trabalhar em uma indústria, então o estatístico é um dos profissionais mais versáteis que existem. A grande vantagem é que se você gosta de Direito, então você pode trabalhar com Jurimetria. Mas se você gosta de saúde, então você pode trabalhar como Bioestatístico, então é uma área com uma flexibilidade gigantesca.


Quanto ganha aproximadamente um Estatístico?

Será que o estatístico ganha bem? Sim, o estatístico ganha muito bem. Felizmente para nós por enquanto a busca pelo profissional é muito grande então existe aí uma valorização grande do nosso profissional. Então, em São Paulo, um estatístico júnior que é aquele recém-formado ainda sem muita experiência consegue o seu primeiro emprego ganhando mais ou menos R$4.000 - R$4.500,00 que é um bom salário para quem está começando. Há estágios aqui em São Paulo já pagando quase três mil reais de bolsa, então vocês podem ter uma ideia grande do que vem pela frente para o estatístico. Se uma bolsa paga 3 mil, então quanto pagará um júnior, um sênior, um pleno?


Quais as maiores dificuldades e desafios da carreira de Estatístico?

Eu acho que, como toda profissão, o estatístico logicamente é uma profissão muito séria e você precisa se manter atualizado, então a Estatística hoje é uma profissão, uma área que depende bastante do desenvolvimento tecnológico e o estatístico naturalmente precisa se atualizar e ficar por dentro do que acontece nesse mundo tecnológico. A capacitação e a qualificação para essa área são muito importantes.


Como deve ser a personalidade e quais devem ser os interesses, desejos e valores de alguém que segue carreira em Estatística?

É desejável que o estatístico se prepare bastante estudando programação, linguagem de programação que é o que mais ajuda na hora de desenvolver esses modelos estatísticos. Para as pessoas que são muito tímidas nessa área de Estatística, a minha sugestão é que tente trabalhar um pouco esse seu lado de timidez porque o estatístico é um profissional que vai falar sim diante de muitas pessoas. Ele tem que traduzir o seu modelo técnico em uma linguagem que as pessoas entendam, ele precisa ter essa comunicação oral forte, precisa também ter uma habilidade para trabalhar em equipes multidisciplinares e também a habilidade para escrever relatórios em uma linguagem simples, uma linguagem que as pessoas entendam sem muitos termos técnicos.


O que se estuda na faculdade de Estatística?

Então em minha opinião, a Estatística baseia-se em um tripé que é a Matemática, Computação e a Teoria Estatística propriamente dita, então nos dois primeiros anos, você tem uma ênfase muito grande em Matemática com a Introdução à Computação e Introdução à Estatística e nos dois últimos anos, você tem uma ênfase bem grande em Estatística mesmo de teoria e aplicação, então é muito importante que o aluno tenha essa afinidade com Matemática porque tanto a parte de Matemática e Computação como a parte da Estatística é muito baseada em Matemática mesmo. Alguns departamentos de estatística pedem uma formação adicional fazendo um estágio, mas algumas escolas não. A minha recomendação é que sempre que possível o aluno se envolva no projeto de iniciação científica dentro do departamento. É uma ótima oportunidade para estudar algumas matérias mais avançadas e tem um peso muito grande no seu currículo na hora de buscar um emprego.


Existem filmes que exemplifiquem a área de Estatística?

Sim. Existem vários filmes, inclusive tem um seriado que não tem mais, mas é fácil de achar talvez na rede e chama Numbers. É um filme que é com base em um matemático, mas ele usa muitas análises estatísticas para ajudar o seu irmão que trabalha no FBI a resolver vários mistérios do crime. Mas existe outro filme muito interessante mais recente que chama Moneyball: O homem que mudou o jogo, que é com o Brad Pitt e ele faz o papel de um dirigente de um time de beisebol que precisa se reerguer, então o Brad Pitt como dirigente, a primeira coisa que ele pensa é comprar um jogador importante e famoso para que o time vença, mas aí através de um “sujeito” que entende de estatística, ele resolve comprar jogadores com base em análises estatísticas de eficiência do jogador e não na fama dele. É super interessante. Eu recomendo altamente assistir a esse filme.


Por que você escolheu Estatística como carreira?

Então para saber mais sobre a nossa profissão, lá atrás há 40 anos quando eu comecei a estudar bacharelado em Estatística, as pessoas pouco sabiam que existia o bacharel em Estatística, eu mesma nem sabia que existia bacharel em Estatística. Eu gostava de Matemática e queria mesmo estudar alguma coisa na área da Matemática, mas eu sabia que não queria muito Computação, fazer bacharelado em Ciência da Computação, então dentro do Instituto de Matemática e Estatística da USP, existia um bacharelado em Estatística, me apaixonei pela área, segui e deu muito certo.


Que sites você indicaria para quem deseja encontrar maiores informações sobre a área?

Hoje em dia, os alunos do Ensino Médio apesar de não conhecer muito essa área e os professores mesmo não conhecendo e não indicarem bacharelado em Estatística como uma opção do vestibular, felizmente os alunos têm mais informação via internet mesmo, então dá para saber muita coisa sobre a nossa profissão acessando sites específicos e um dos sites que eu indico é do nosso CONRE-3 que é o www.conre3.org.br  e dentro do nosso website tem uma área que chama biblioteca e uma área que também chama mercado de trabalho, então vocês podem encontrar muitas informações sobre a nossa profissão, o que estuda, sobre filmes, livros ligados à nossa área, livros de arte que vocês podem acessar. Uma outra dica também é a nossa fanpage no Facebook que é o facebook/conre3. Nós publicamos diariamente curiosidades, notícias, teses sobre estatística e vocês podem acessar, é livre. Outro grupo interessante é o nosso grupo que chama Oportunidade de trabalho para a Estatística, chama “Stat Jobs” no facebook também. Então mesmo que você não esteja ainda procurando emprego para estatístico e esteja pensando na carreira, você pode observar quais as possibilidades do mercado hoje. São muitas, então você pode se animar inclusive com as vagas que são oferecidas. Isso só tende a melhorar. Outro grupo interessante é o Estatística Brasil também no Facebook que chama estatística.brasil, é um grupo imenso, tem mais de 10 mil membros e nós discutimos a estatística no dia a dia, muita gente pergunta como é que se resolve algumas questões e tem às vezes piadas, são coisas muito interessantes para você se inteirar um pouco desse mundo da Estatística.


Por fim, que dicas de carreira e de vida em geral você gostaria de oferecer para um jovem que está escolhendo sua profissão nesse momento?

Então o meu recado para vocês, um recado final que eu gostaria de deixar a todos é que a Estatística é uma área excelente, o profissional da Estatística é um profissional super valorizado hoje e tende a continuar valorizado ainda por muito tempo, essa pesquisa da Careercast não só classificou o estatístico como a melhor profissão do ano de 2017 como também a que tem o menor índice de estresse, então é um mundo perfeito: você trabalha sem estresse, ganha muito bem e é feliz. Você também pode escolher sua área de preferência para poder trabalhar. Então se você está pensando em fazer Estatística ou se você começou a carreira de Estatística e começou a estudar Estatística, meu recado é: Dê uma chance a você mesmo, estudem, dediquem-se aos estudos, tenham uma ótima formação e tornem-se estatísticos bons e tenham bastante sucesso. Obrigada!

>